Gloria Groove

Durante sua entrevista no talk-show de Mariana Godoy na RedeTV!, Gloria Groove relembrou o preconceito sofrido na igreja.

De acordo com a drag queen que fez sucesso no último ano com “Bumbum de Ouro”, ela chegou a ser proibida de subir no púlpito da igreja.

“Foi um escândalo, as pessoas ficaram inconformadas. Recebi ligações de dentro do Ministério informando que a partir do dia em que eu passei no programa tal, montada, eu não poderia mais subir no púlpito, afinal, sou um homem vestido de mulher”, relembra.

Gloria ainda questionou o amor pregado pela religião: “Não entendo muito bem o amor incondicional que a igreja aprende e prega depois. Se é tão incondicional assim, por que as condições? É de uma hipocrisia inimaginável”, completa.

Talento de Gloria Groove é reconhecido há anos

Não é de agora que Gloria Groove vem fazendo sucesso com o seu talento. Antes de ser drag queen, Daniel Garcia, performer responsável por Groove dublou séries como Hannah Montana, Digimon e Power Rangers, além de fazer parte do grupo Balão Mágico.

Mesmo vivendo um momento complicado na adolescência, Groove revelou para Mariana Godoy que sua mãe sempre lhe apoiou.

“Mamãe esteve junto sempre, tentando tirar de mim o melhor que ela podia. Foi ela quem segurou minha barra em todos os momentos, durante os três processos: no de se descobrir gay aos 13, 14 anos, depois no de entender o que eu gostaria de fazer artisticamente e, por fim, no de se aceitar enquanto uma ‘bicha afeminada'”.

Fique ligado no nosso canal do youtube!

DEIXE UMA RESPOSTA