Justin Bieber posou para a última edição da “Hero Maganize”, o cantor também deu uma entrevista para a revista e falou sobre seu amadurecimento ao longo dos anos, sobre o novo álbum e single.

normal_tumblr_nnj564IPj11qhft5ko4_r2_1280               normal_tumblr_nnj564IPj11qhft5ko3_r2_1280               normal_tumblr_nnj564IPj11qhft5ko2_r1_1280               normal_tumblr_nnj564IPj11qhft5ko1_r1_1280

 

Será que o mundo nunca vai levar o Justin Bieber a sério? Pelo menos é isso que ele espera.

Depois de um ano de imprensa negativa, o cantor fez uma turnê de pedido de desculpas oficial no início deste ano, que incluiu várias aparições no The Ellen DeGeneres Show e seu próprio Comedy Central Roast em março. O cantor de “Eenie Meenie” espera que com o tempo, as pessoas o levem a sério na indústria da música.

Bieber continua sua campanha de retorno na Hero Magazine (Edição 13), que chegou às bancas do Reino Unido em 27 de abril e chega nos EUA em 18 de Maio. 

“Eu espero que as pessoas sintam a sinceridade em minhas desculpas”, diz ele. “Há um monte de coisas que aconteceram nos últimos dois anos que eu não sou muito orgulhoso, e eu me sinto na responsabilidade com meus fãs e ao público que acredita em mim para fazer a coisa certa. Espero que todo mundo acredite, porque fui honesto”.

Ser o centro das atenções levou à uma transição difícil para a ex-sensação do YouTube.

“É definitivamente difícil ter tantas pessoas te julgando à distância. Às vezes você só quer se explicar, mas, em seguida, surgem fofocas e isso torna as coisas piores. É uma linha difícil de se andar.”

Dito isto, o cantor pode fazer uma piada.

Nada estava fora dos limites durante o Comedy Central Roast de Bieber, e ele gosta desse tipo de humor. “Foi uma boa diversão. Todo mundo no palco é zoado com essas coisas, então eu estava apenas grato que todos estavam dispostos a passar por isso ao meu lado”, diz ele. “Eu estava nervoso para assistir, mas foi muito engraçado.”

O cantor diz que aprendeu com seus erros, e sua música vai refletir isso.

“A maior diferença é que estou mais velho. Eu tinha 17 anos quando gravei a maior parte do meu último álbum e eu tenho 21 anos agora. Eu já passei por um monte de coisas publicamente, o que me dá uma perspectiva muito diferente sobre as coisas . Eu estou trabalhando com produtores como Kanye [West] e Rick Rubin, que têm me influenciado muito na música”, o cantor de “As Long as You Love Me” disse para a Hero Magazine. “O processo criativo desta vez é mais pessoal. Quando eu era mais novo eu levava experiências de outras pessoas, agora eu tenho as minhas próprias [experiências] para me inspirar e isso faz toda a diferença, porque é uma libertação. É incrível, porque eu sou capaz de realmente trabalhar e expressar tudo o que eu estou sentindo na minha música. Fico nervoso toda vez que eu lanço um novo trabalho porque é uma viagem tão pessoal, mas eu tento me lembrar que a música é para ser desfrutada – então eu tento lidar com isso.”

TeenBR na sua TL!

Twitter | Facebook | Instagram

Fique ligado em nosso canal no YouTube!

DEIXE UMA RESPOSTA